Sexta-feira, 28 de Agosto de 2009

PSD Apresenta (finalmente) o Programa Eleitoral!

 

 

Após um mês cheio de nada, em que as primeiras batalhas políticas foram regidas pelo "tu tens medo de mim" e "eu sou mais forte que tu", onde apareceu até o Dr.º Paulo Portas a dizer que o PS tinha "medo" do debate ... os constantes tiros no pé da Dr.ª Manuela Ferreira Leite ... eis que finalmente acontece algo interessante: o PSD divulga o seu Programa Eleitoral!

 

Levámos durante cerca de um mês e meio com a cara da Dr.ª MFL, com ar professoral tipo deus na terra, a salvadora da pátria, com frases de matriarca género "Portem-se bem, que eu estou acima de vós". Mas adiante, finalmente, após esta gestação lá saiu o "menino", leia-se, Programa Eleitoral, com 39 páginas. Embora ainda não o tenha lido na profundidade que me merece, já deu para perceber que afinal o PSD não está nada acima de ninguém e continua a faltar aquilo que é essencial: as PROPOSTAS...

 

Num PE, não basta ter uma atitude crítica em relação ao estado actual das coisas, é necessário e imperioso que se diga exactamente aquilo que se pretende. Por exemplo, é certo e sabido que a polémica Avaliação dos Professores é um tema incómodo para o próprio PS, mas não basta dizer que se vai substituir por uma avaliação com "menos burocracia e formalismos inúteis", o que os portugueses, em geral, e os professores em particular, querem saber é como, de que forma se encontrará a magia para alcançar este objectivo.

 

Em relação às Contas Públicas, acho notável como é que o PSD pretende controlar este dossier exclusivamente através da redução da Despesa Pública, sem aumentar as receitas. Vindo de alguém que num passado recente quis vender "todo" o património do estado em nome do famigerado Défice. Caríssimos, sabem o que significa a redução da "Despesa Pública" é que mais uma vez quem vai pagar a crise será o funcionalismo público com um aumento ainda maior de despedimentos, de perda de regalias e de instabilidade, para além obviamente da falta de investimento do Sector Público em infra-estruturas e equipamentos basilares para o progresso do país. Mais uma consequência da falta de iniciativa pública será um aumento ainda maior do desemprego.

 

Outro assunto que me deixou algo consternado, foi a questão das obras públicas, nomeadamente o TGV e o Aeroporto. É certo quue o país está endividado e que se tratam de obras dispendiosas, mas é interessante verificar quais os custos económicos e sociais da não concretização de tais obras. Talvez por isso, MFL, já teve ontem um discurso mais brando, dizendo que caso seja Governo, sujeitará a alta velocidade a "nova avaliação". Até acharia bem não fosse o caso de o Partido Socialista em 2005 ter feito precisamente a mesma coisa, havendo já uma catadupa de estudos sobre a matéria.

 

Enfim não vou dizer mais nada sobre este programa e muito menos sobre os candidatos escolhidos por MFL para as Legislativas, pois os politólogos terão essa oportunidade e vão-no fazer nos próximos dias. Quero apenas sublinhar que as poucas promessas feitas são claramente para dar um rebuçado aos sectores que estão descontentes, mas desenganem-se os mais crédulos, estas "promessas" não têm qualquer cabimento revelando uma falta de rigor e uma lacuna grave na estruturação de um país que atravessa este momento de crise. Espero bem que o PSD, não se limite a este decepcionante pontapé de saída e formule, durante o debate político, uma maior transparência naquilo que realmente quer para o país. Vamos fazer jogo limpo!

publicado por Ricardo_Barros às 09:40
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Manuela Ferreira Leite igual a si mesma

Embora o Conselho Nacional do PSD tenha sido à porta fechada, o facto é que os mais atentos puderam assistir quase on-line a tal reunião e, sinceramente, achei uma aberração e um duro golpe na democracia interna (?) do PSD.

 

Parece que afinal MFL não brincava quando referiu a celebérrima frase de que para uma reforma, do que quer que seja, se devia "suspender a democracia por seis meses". Nesta linha, parece que o verniz estalou ainda antes do previsto!

 

Eu não gosto, nem costumo, meter-me na vida interna dos outros partidos, mas aquilo que se passou deixa transparecer o absolutismo e o totalitarismo de quem diz praticar uma política de verdade. Assim até é fácil, esmagar logo à partida os seus opositores, mesmo contra a vontade das distritais e colocar apenas os seus amigos dos tempos áureos do cavaquismo.

 

Melhor ainda foi ir buscar, aliás impôr, nomes como  António Preto e Helena Lopes da Costa com conhecidos problemas com a justiça, o que valeu a MFL um valente puxão de orelhas do líder da distrital de Lisboa, dizendo mimos como: «Esta foi uma política de mesquinhez assumida pela direcção nacional do partido, a verificar-se no Conselho Nacional».

 

Parece que aqueles chavões que MFL refere nos seus últimos cartazes, são apenas para os outros cumprirem, porque nestes lados o que prevalece é mesmo uma política digna do "Estado Novo".

publicado por Ricardo_Barros às 09:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 3 de Agosto de 2009

O Caso Joana Amaral Dias!

 

A semana que passou ficou marcada por uma série de guerrinhas políticas (in)dignas da altura que atravessamos no panorama nacional. Não pretendo comentá-los todos, mas antes dizer aquilo que penso sobre o que me parece ter alguma importância.

 

Assim, o que me ocorre em primeiro lugar é o caso Joana Amaral Dias. O alegado convite, causou uma espécie de dispneia verbal por parte de Francisco Louçã, que tratou logo  de acusar José Sócrates de "Tráfico de influências", por, segundo as palavras de Louçã, ter convidado a Senhora a ocupar um cargo no futuro governo.

 

Ora aí está um exemplo do paradigma que se vive no Bloco de Esquerda: todos os que abandonam a "seita" do BE é porque foram "comprados", uma vez que tal partido é assim como  que um clube de bons rapazes, impolutos e que se sacrificam em tudo para corporizar a "verdadeira política de (extrema) esquerda" em Portugal.

 

Ora bem, antes de mais não me parece plausível este pensamento, o que se passa sim é um partido que tenta (e tem conseguido) elevados graus de populismo à conta de uma política demagógica quer de ideologias quer de personalidades. Senão vejamos os casos de Vale de Almeida, da retirada de confiança política a Sá Fernandes, etc.

 

Acrescento ainda, a entrevista ontem de Luís Fazenda sobre a Câmara de Lisboa, que começa por dizer o pior das propostas de  todas as outras candidaturas e fica completamente engasgado e envergonhado quando José Rodrigues dos Santos o confronta com a proposta peregrina do BE de começar a cobrar portagens para a entrada de carros no centro histórico de Lisboa. Ao que o Jornalista conclui e bem "então quer dizer que só os mais ricos poderão levar o carro para a baixa, não é?"

 

Enfim, voltando ao caso de Joana, é curioso como é referido por Louçã este "gravíssimo escândalo" e depois acontece  o insólito, a Sr.ª pura e simplesmente desaparece, com o PS a desmentir o convite. Passado uma semana a dita Joana lá aparece a dizer que  sim que foi convidada para a lista mas nunca fala do alegado lugar no Instituto Público. Assim, sem prova em contrário, opino que tal convite nunca existiu!

 

Não quero escandalizar ninguém mas gostava de acrescentar que se, por absurdo, tivesse  havido essa "sondagem", para saber se certa pessoa estaria disponível para determinado lugar, caso se ganhassem as eleições, não me parece que seja um crime de tráfico de influências. Penso até que será legitimo que uma equipe saiba com quem pode contar antes das eleições para não chegar à tomada de posse e digam entre os eleitos "Ganhámos viva!! ... então e agora?".

 

Por isto tudo, sem ter qualquer autoridade sobre a política portuguesa, gostava apenas de dar o meu contributo. Não percamos tempo com peanuts, vamos discutir o país a sério como merece nesta altura tão delicada e deixemo-nos de demagogias baratas e inconsequentes!!

publicado por Ricardo_Barros às 08:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. La incompetencia es tanto...

. Eleição Secretário Geral ...

. Incompreensível!

. A Ascensão e Queda de Cav...

. Cavaco Silva: A realidade...

. PSD three men and a shado...

. (In)justiça Vergonhosa

. Saramago diz que bíblia é...

. Vila Viçosa Precisa … Vil...

. Os "Gates" da Campanha da...

.arquivos

. Junho 2013

. Junho 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

.tags

. todas as tags

.links

.Contador

blogs SAPO

.subscrever feeds